quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Prefeitura divulga índice de infestação de Aedes na cidade

O monitoramento inteligente do Aedes aegypti (MI Aedes) mantido pela Prefeitura de Porto Alegre indica que o índice médio de infestação de fêmeas adultas (IMFA) do inseto vetor da dengue, zika e chikungunya na Capital é satisfatório desde o final de maio. O IMFA é obtido a partir do monitoramento semanal em 935 armadilhas para captura do mosquito adulto em 31 bairros da cidade (27 com cobertura plena e quatro com cobertura parcial) considerados como vulneráveis para a dengue, de acordo com a Nota Técnica nº 118/2011 do Ministério da Saúde e com o histórico dos casos confirmados na cidade.
 
Com a metodologia, implantada em Porto Alegre pela prefeitura em 2012, é possível acompanhar, semanalmente, a densidade de mosquitos adultos em cada uma das armadilhas. O número de coletas de fêmeas adultas do inseto gera o IMFA, considerado por semana epidemiológica. Este índice é dividido em satisfatório, moderado, alerta e crítico, de acordo com o número de fêmeas coletadas no total das armadilhas. Respectivamente, cada uma das faixas tem o seguinte intervalo de IMFA: satisfatório, 0 a 0,15; moderado, 0,15 a 0,30; alerta, 0,30 a 0,9; e crítico, IMFA superior a 0,9. A relação entre o IMFA e a classificação dos índices de infestação adotados pelo Ministério da Saúde é a seguinte: IMFA satisfatório - baixa infestação, IMFA moderado e alerta - média infestação e IMFA crítico - alta infestação.
 
Na Semana Epidemiológica 46 (que vai de 13/11 a 19/11 em 2016), o IMFA de Porto Alegre ficou em 0,15. Um dos fatores para a manutenção do índice na primeira classificação são as condições climáticas. Neste ano, o inverno rigoroso e a menor quantidade de chuvas contribuíram para um menor número de insetos. No entanto, a partir de novembro, com a alta da temperatura, a tendência é de aumento da densidade do mosquito vetor. Por isso, as medidas de controle devem ser incrementadas pela população, como verificação e eliminação de água parada em pátios, calhas, ralos, além de descarte de resíduos inservíveis, entre outras. O IMFA da cidade poderá ser consultado a partir de dezembro no site Onde Está o Aedes (www.ondeestaoaedes.com.br), mantido pela Secretaria Municipal de Saúde, no menu Monitoramento, acompanhando o mapa semanal da infestação publicado no site.
 
Semana Epidemiológica (SE) – por convenção internacional, as SE são contadas de domingo a sábado. A primeira semana do ano é a que contém o maior número de dias de janeiro; a última, a que contém o maior número de dias de dezembro. 
 
Fonte:http://www2.portoalegre.rs.gov.br/sms/default.php?p_noticia=190389&PREFEITURA+DIVULGA+INDICE+DE+INFESTACAO+DE+AEDES+NA+CIDADE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ray Bradbury

"Se não tivermos bibliotecas, não temos nenhum passado e não teremos um futuro"