quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Pesquisadores descobrem nova doença com sintomas semelhantes aos da aids

Fonte: Zero Hora

Pesquisadores identificaram uma nova enfermidade misteriosa que causa sintomas similares aos da aids, mesmo sem infecção pelo vírus HIV. A doença foi identificada em dezenas de pessoas na Asia e nos Estados Unidos. A causa da doença, que afeta o sistema imunológico, é desconhecida, e parece não ser contagiosa.

— Trata-se de outra categoria de imunodeficiência adquirida que não seria hereditária e ocorre em adultos, mas não se propaga por meio de vírus, a exemplo da aids — diz a médica Sarah Browne, pesquisadora do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas dos Estados Unidos.

Browne ajudou a dirigir o estudo com investigadores na Tailândia e em Taiwan, onde foram detectados a maioria dos casos desde 2004.

A doença se desenvolve perto dos 50 anos de idade, em média, mas não é característica de grupos familiares, o que torna improvável que a causa seja genética, segundo Browne.

Diferentemente da aids, a nova doença não afeta os linfócitos T, mas causa outro tipo de dano ao sistema imunológico. O estudo de Browne descobriu que a maioria dos enfermos desenvolviam substâncias chamadas autoanticorpos, que bloqueiam o interferon gama, um sinal químico que ajuda o corpo a desfazer infecções.

Ao bloquear esse sinal, as pessoas ficam vulneráveis a vírus, fungos e parasitas, mas sobretudo a micobactérias, um grupo de germes similares aos da tuberculose, que podem causar grave dano aos pulmões.

Os antibióticos não são sempre efetivos, de modo que os médicos têm buscado outros métodos, incluindo fármacos contra o câncer, que ajudam a suprimir a produção de anticorpos. A enfermidade se atenua quando as infecções são controladas, mas a afetação ao sistema imunológico seguramente se converterá em um problema crônico, consideram os investigadores.



O fato de quase todos os pacientes detectados até o momento serem asiáticos ou nascidos na Ásia que vivem em outras partes do mundo indica que os fatores genéticos ou ambientais poderiam ativar a doença, concluíram os investigadores.

Os primeiros casos foram detectados em 2004, e o estudo de Browne incluiu cerca de 100 pessoas em seis meses.

— Sabemos que existem muitos outros, incluindo muitos casos que são diagnosticados erroneamente como tuberculose em alguns países — disse Browne.

Os resultados foram publicados na revista New England Journal of Medicine.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ray Bradbury

"Se não tivermos bibliotecas, não temos nenhum passado e não teremos um futuro"